Faça a sua hortinha em casa

22.09.2015
Plantio de ervas em casa

Cultivo de ervas aromáticas em casa

Quando eu morava no Rio de Janeiro, eu tinha muitos vasinhos de ervas e temperos na varanda. Tomilho, manjericão roxo, manjericão verde; orégano, sálvia, hortelã, menta… Com sol abundante, tudo crescia bastante e forte. Tinha até dois vasos com alecrins de cerca de 1 metro de altura cada. Tudo lindo e muito aromático!

Aí, nos mudamos para São Paulo e os novos vasinhos que comprei não duraram uma semana.

Na minha varanda paulista não bate sol. Tem uma árvore grande e frondosa na frente, que adoramos, mas realmente dificulta o cultivo de plantas que precisam de muita luz, como temperos e ervas.

Daí que, recentemente, resolvi insistir na ideia para ter as minhas ervas aromáticas à mão sempre que eu quiser e comprei três novos vasinhos: um manjericão, um tomilho e um alecrim. Já são três semanas bem (recorde!) e, se vingarem, vou adquirir novas espécies :)

Você pode comprar os vasinhos no próprio supermercado, em floriculturas e também em feiras de rua. Custam barato, entre R$3,50 e R$ 5,00. E se quiser que as suas mudas cresçam mais, pode replantá-las em vasos maiores. Então, aqui vão algumas dicas para quem quiser manter (ou tentar cultivar) suas ervas aromáticas em casa:

  • Escolha um local arejado e iluminado para colocar os vasos;
  • Prefira vasos de cerâmica, que conservam a terra úmida e fresca;
  • Se for replantar as mudas em vasos maiores, prepare os recipientes:
    1. Coloque pedrinhas de argila no fundo;
    2. Em seguida, coloque feltro para ajudar na drenagem;
    3. Depois, coloque a terra, a muda com as raízes desemboladas e mais um pouco de terra para cobrir (não aperte muito, apenas fixe a planta!)
    4. Finalize com uma camada de serragem ou outra forragem que encontrar para proteger a terra e os nutrientes do sol direto e da própria água que, em abundância, pode escoar levando embora os nutrientes;
  • Regue diariamente com um borrifador, sem encharcar a terra (Hortelã, tomilho e manjericão são mais sensíveis ao calor e gostam mais de água. Já o alecrim, adora sol e não precisa ser regado todos os dias, bastanto um dia sim e outro não.);
  • Para adubar, duas dicas super naturais: cascas de ovos lavadas e trituradas num liquidificador e borra de café coado;
  • Se as plantinhas começarem a dar pulgões, uns bichinhos miúdinhos e que fazem pontinhos brancos nos caules e folhas que parecem uma cola, mais uma dica: borrife água com um pouco de sabão ou detergente para limpar a praga (só um pouco mesmo, para não matar a planta).

E você? Cultiva alguma planta comestível e/ou erva aromática em casa? Compartilhe seus segredos de cultivo também!

facebooktwittergoogle_pluspinterestmail

Deixe seu comentário: